quinta-feira, 4 de junho de 2015

Anjo Mar, O Solitário Acompanhado

Esta criatura que vem de um mar frio e escuro
Conhece o comportamento de todas as outras criaturas
Sabe o que elas pensam, sentem, desejam e principalmente
Sabe o que há de podre nelas, conhece suas mesquinharias

O duplo de si mesmo é feito de chama violeta, se veste de prata
Mas chora lágrimas em ciano e se destrói em relâmpagos brancos atordoantes
Sua mente é de uma sabedoria por vezes autodestrutiva
Enquanto seu coração é impressionável e feito do mais fino cristal

Alguns pensam que esta criatura é um lobo em pele de cordeiro
Ela é na verdade as duas coisas, que oscilam com as fases da lua
Ela é, sempre e sem qualquer exceção, sempre duas coisas
A criatura se cansa facilmente da futilidade das areias e volta pro mar

Uma vida cheia de complexidades, nunca se sente estável
Por uma aparente inocência, parece bastante injustiçada
Ao menos sua consciência está sempre tão clara quanto o verdadeiro amor
E ela assiste seus malfeitores afundarem no mesmo mar de sua origem...


Ela, no entanto, está sempre segura próxima da superfície
Pois aquele místico mar é seu protetor e seu melhor amigo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário